Jingle bels

Olhaí, 2005 já está no bico do corvo e o Natal vem chegando. De novo. Na verdade, não há motivo para espanto, já que o Natal é todo ano na mesma data, mas eu ainda considero essa festa um marco nesses 365 dias.

Só quando estamos a aproximadamente quinze dias da comemoração que eu noto como o ano passou rápido. Aliás, eu tenho uma teoria de que o reloginho do Tempo está descontrolado: cada ano o ano passa mais rápido que o outro ano.

Dois mil e cinco foi, com certeza, o ano que voou com maior velocidade em todo a minha curta existência. Uma pena, por sinal. Esse período passou tão rápido e eu não fiz nada de útil. Bem, pelo menos uma coisa é certa: 2005 foi bem melhor do que 2004.

Nhó, o ano ainda não acabou então melhor eu não contar vantagem, parar por aqui e deixar o resto desse assunto para o post de ano novo.

Vamos comemorar o Natal, então. Faltam só quinze dias, a cidade já está todinha enfeitada, com luzes e papais-noéis por todas as partes. Agora é hora de decidir os presentes, ver o que queremos e o que não queremos ganhar.

Uma das partes legais desta época é ver o comportamento pré-natalino que passa a vigorar em quase todo lugar. As mais óbvias mudanças são no comércio: todo mundo esperando aumentar as vendas, salvar o ano do vermelho. Então começam as promoções com papais-noéis falsificados fazendo propagandas de ofertas mais do que picaretas e, logo em seguida, temos as mega promoções de Natal das grandes lojas.

No mês de dezembro os pedintes também mudam de tática: no lugar de chapéus e “dinheiro para o ônibus”, temos caixinhas com pedidos de “me dá um feliz Natal?”. Eu tenho a impressão de que pedintes faturam bem mais nessa época. É o tal do Espírito Natalino.

Quando chega o fim do ano outra proeza acontece: a televisão consegue piorar de nível. Sim, eu estou falando dos malditos especiais de Natal. É sempre do mesmo jeito, o personagem principal entra numa enrascada e, depois de muita enrolação, é salvo por uma boa alma tomada pelo espírito Natalino. No fim há uma festinha com todos os personagens bonzinhos da série/filme comemorando o Natal salvo pela bondade. ¬¬

Isso sem falar nos musicais da Globo. Todo tipo de cantorzinho brasileiro aparece por lá. Claro que um ou outro ainda é legal, mas a maior parte é uma grande porcaria. Mais triste é ver que isso faz sucesso com o povão. Santa decadência.

O pobre do Menino Jesus que deve se contorcer no céu uma hora dessas. O que era para ser aniversário Dele acabou se tornando uma mega troca de presentes que tem seu ápice religioso nos presépios montados por aí. Aliás, o povo anda bem criativo para criar os presépios, ultimamente tenho visto cada coisa que chega a dar medo! Daqui a pouco o bebê-Jesus vai ser substituído pelo Papai-Noel e os três magos por três duendezinhos verdes.

Reparem vocês também como a festança já vem contagiando as pessoas desde cedo. E me ajudem a listar as coisas mais babacas e bizarras que o povo costuma fazer no Natal

Só um PS para terminar o post: eu finalmente consegui convencer meus pais a me presentearem com um MP3 Player. Será que dá para vocês me ajudarem a escolher um? Eu sou completamente songo com essas coisas. Preciso de uma maquininha não muito cara nem muito ruim. Sugestões?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: